Yoga significa união em sânscrito

Yoga significa união em sânscrito

Yoga significa união em sânscrito, mas
Yoga igualmente significa trabalho; aplicação. No hinduísmo, o Yoga é definido como disciplina espiritual.
Essa união se define também como transformação da consciência humana em consciência divina. Através disso buscamos Moksha, libertação. Aprendendo a viver em estado de Yoga, nos libertamos de condicionamentos e regras impostas pela sociedade e pela vida atribulada de coisas a se realizar. Com tudo isso, acabamos perdendo a nossa própria identidade. O Yoga quer abrir os nossos olhos para que possamos nos reconhecer como seres puros e verdadeiros.

Para isso, a prática de Yoga utiliza ferramentas para aprendermos a lidar com o nosso corpo-mente usando posturas físicas asanas, exercícios de respiração, exercícios de purificação, mantras... Tudo isso nos ajuda a trazer a observação interna e nos darmos conta de quem somos de verdade.

As aulas de yoga ajudam a trazer o indivíduo para verdadeira realidade que é o momento presente. A prática de Yoga acontece dentro da sala de aula, mas a aplicação real do Yoga acontece 24 horas do nosso dia, através das nossas atitudes, pensamentos e emoções.
 Hatha Yoga
Conforme Mumford (1984), o Hatha Yoga e todas as suas ramificações, que tem
como base a prática física, respiratória e energética, é reconhecido mundialmente
como o método mais antigo e mais efetivo de conseguir a perfeita saúde mental e
física, pois abrange o indivíduo com um todo, em todos os aspectos do ‘’ eu “. Tal
definição é corroborada pela Organização Mundial de Saúde (1948), que define
saúde como “uma condição de bem-estar mental, físico e social, e não apenas a
ausência de doenças ou enfermidades”. Tal definição se ajusta perfeitamente aos
objetivos e propósitos gerais do Hatha Yoga e suas ramificações.

Segundo Nataraja (2003), a concepção de Yoga, pelo senso comum, é
constituída por uma prática fascinante, grandiosa, energizante, promotora da saúde
física, mental e espiritual, que, às vezes, é confundida com religião. Define-se o
Yoga como algo transcendente e maravilhoso, que pode ser germinado por qualquer
indivíduo e em qualquer idade, pois o bijá (semente da iluminação e equilíbrio
psicofísico-energético) encontra-se latente em cada ser. Logo, a concepção de Yoga
10torna-se uma proposição apofântica, no que se refere ao bem-estar e a integração
do Ser com o macrocosmo (aspecto espiritual).

O Yoga, filosofia milenar oriunda da Índia, que através dos séculos vem se
adaptando para os dias atuais, conservando a sua essência e seus objetivos. No
ocidente, os estilos de Yoga oriundos da linha do Hatha Yoga, que utilizam os
exercícios respiratórios que equilibram a bioenergia (orgônio), denominados de
pránáyáma; as posturas psicofísicas de alongamento, equilíbrio e força muscular
(ásanas); o relaxamento (yoganidra) e a meditação (dhyana) promovem um estilo de
vida saudável, análogo a atividade física, devido a cultura ocidental ser cientificista
(BAPTISTA & DANTAS, 2002).
Segundo Hermógenes (1996) & Zimmer, H. (2000), a ciência 
ASTANGA YOGA (as oito partes do yoga)


Patanjali, no séc.II d.C., sistematizou o Yoga em oito partes, sendo os oito passos para a consagração verdadeira do Estado de Yoga:

YAMA- 5 disciplinas morais:
não-violência (ahimsa)
não-roubar (asteya)
verdade (satya)
castidade (brahmacharya)
desapego (aparigaha).

NYAMA- 5 disciplinas psicofísicas
 (auto-controle) : purificação(sauchan),
contentamento (santosa),
 austeridade ou esforço sobre si próprio (tapas),
 Estudo das escrituras e de si próprio (swadhyaya)
e entrega à Deus (Isvara pranidhana).

ASANA- posturas físicas.

PRANAYAMA- controle da respiração.

PRATYAHARA- recolhimento dos sentidos.

DHARANA– concentração.

DHYANA– meditação.

SAMADHI- êxtase, fusão da consciência com o seu divino.


APLICAÇÃO DOS YAMAS E NYAMAS NA SUA PRÁTICA DE ASANAS

Esses dois primeiros passos da caminhada de um Yogue são indispensáveis para o progresso na prática física e naturalmente levado para o progresso pessoal.

YAMAS


AHIMSA- não violente seu corpo ultrapassando seus próprios limites. Respeite suas possibilidades naquele dia.

SATYA- Seja verdadeiro consigo mesmo, faça aquilo que realmente for bom para você.

ASTEYA- não roubar aqui estaria no sentido de não buscar caminhos mais fáceis para realizar a postura. Busque o alinhamento correto respeitando o tempo da respiração.

APARIGAHA- desapego aos resultados das posturas. Faça as posturas dentro dos limites do seu corpo, observando a consciência sutil que é proporcionada.

BRAHMACHARYA- contenção da energia através dos bandhas (feixes energéticos), Realizando assim a revitalização energética dentro do corpo.

NYAMAS


SAUCHAN- limpeza do corpo externa e interna. Assim como o banho diário limpa o corpo por fora, os exercícios de purificação(shatkarma) limpam o organismo das toxinas que causam doenças e obstruem os canais Energéticos.

SANTOCHA- seja feliz por aquilo que você já é. Agradeça pela perfeição física que lhe foi dada.

TAPAS- Busque a disciplina, tenha força de vontade ao realizar as posturas buscando o seu desenvolvimento.

SWADHYAYA- Estude seu corpo fazendo sempre sua auto-observação em relação às posturas. Descubra a sua prática pessoal que o deixe feliz.

ISVARA PRANIDHANA- Entregue-se. Relaxe em relação aos frutos da prática. Deixe que tudo flua no seu ritmo natural.
 Aproveite .
"Namaste"

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sou grata à Vida.!

Eu e o Pai somos Um.

Estou em Deus e Deus está em mim.

O Iluminado


San German.

Postagens mais visitadas

Postagens mais visitadas

Postagens mais visitadas

Arcanjo MIGUEL

Arcanjo MIGUEL

Postagens mais visitadas

O iluminado!

O iluminado!

Os chakra

Buda

Marcadores