Não te digas inútil













Poesia
Não te digas inútil, nem te rales
Em assuntos hostis de azedume e tristeza;
Segue, deixando ao longe amarguras e males,

A estrada é um f estivai de esplendor e beleza!...
Ampara, ama, abençoa!...

Agindo e Crendo, Avança!..
A caridade irmana, o bem constrói a paz!...

Deus te envia ao caminho as asas da esperança,
Esquece-te a servir, confia e vencerás.

Maria Dolores

Do livro Escada de Luz

Francisco Cândido Xavier
Elza Soares

Nenhum comentário:

Marcadores